descrição das caminhadas

Caniçal (Baia D’Abra) – Casa do Sardinha

A ponta de S. Lourenço tem a forma de uma península estreita, com cerca de 9 km de comprimento e uma largura máxima de 2 km. Saliências rochosas protegem baias côncavas, apresentando a costa um recorte caprichoso que expressa a erosão diferencial provocada pelas águas do mar e pelos ventos sobre os vários materiais eruptivos.

Na ponta de São Lourenço as terras são mais baixas e a ilha mais estreita. São bem visíveis as marcas da luta das águas com as rochas. Nalguns sítios tem-se mesmo a sensação de que está para breve o nascimento de mais um ilhéu e a abertura dum novo boqueirão.

Com o comprimento aproximado de 1750 metros e uma largura média de 200 metros, o ilhéu da Cevada tem uma área de cerca de 40 hectares, menos de meio quilometro quadrado. O topo é um pouco acidentado e as altitudes do planalto oscilam entre os 60 e os 80 metros. O ponto mais elevado é o pico Vermelho que atinge 101 metros.

Mapa:

alt

 


 

Ribeiro Frio – Portela

Este trilho inicia-se no Ribeiro Frio, concelho de Santana, e ao longo da cota dos 860 m de altitude acompanhamos a esplanada da Levada da Serra do Faial até à casa de divisão de águas, descendo até à zona dos Lamaceiros e finalizando no miradouro da Portela, no concelho de Machico.

A paisagem é dominada pelo vale do Ribeiro Frio, onde são surpreendentes os campos agrícolas do Faial, São Roque do Faial e Porto da Cruz; a espectacular massa rochosa da Penha de Águia, que protege a oriente a baía do Faial, enquanto a ocidente a Ponta dos Clérigos.

 

Mapa:

alt

 


 

Ribeira Seca – Boca do Risco – Larano

Neste percurso visualiza-se quase todo o vale e a baía de Machico. Pouco antes do fim da via onde circulam veículos todo o terreno há um miradouro natural que proporciona uma soberba vista sobre a arriba e a vereda que liga a Boca do Risco ao Larano. A vereda começa no pequeno largo onde termina a estrada de terra. A princípio é pouco íngreme e atravessa uma mata onde predominam eucaliptos e acácias. Seguem-se algumas descidas acentuadas até atingir um dique basáltico. A partir daí o trilho corre sobre a crista rochosa e a progressão deve ser cuidadosa.

Do cimo da escarpa desfruta-se de vistas de rara beleza da costa entre a Ponta de São Lourenço e o Porto da Cruz.

A descida até à Boca do Risco mede cerca de 2 Km e não está sinalizada. A Partir dali há duas hipóteses de percurso: – Descida à direita para a levada Nova do Caniçal, Ribeira seca e cidade de Machico (5 Km); vereda do sítio do Larano, na freguesia do Porto da Cruz.

 

Mapa:

alt

 


 

Portela – Funduras – Ribeira de Machico

O passeio começa no miradouro da Portela. Caminha-se pela estrada florestal com o piso de terra que corre paralela à estreita levada do Furado. A cerca de 1500 metros do ponto de partida uma placa indica o começo da área florestal da Funduras. Ai a estrada divide-se, o caminho certo é o da esquerda por onde continua a levada. Mais ou menos 500 metros adiante, no lado direito, há um placar informativo com indicações sobre o traçado do trilho que começa ali e termina no centro de educação ambiental.

A vereda não tem subidas ou descidas acentuadas, nem passa por abismos. Atravessa a área das Funduras onde decorre a regeneração da Laurissilva.

Da Portela ao centro de educação ambiental são 7 Km. O regresso ao ponto de partida pode ser feito pelo mesmo trilho, ou pela estrada de terra que serpenteia a área florestal. Por esta, sente-se menos a floresta mas ganha-se em vistas sobre o Porto da Cruz.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin