Atletas do Ludens marcam presença no Open de Parapente de Montalegre 2011

alt Entre 30 de Julho e 2 de Agosto, decorreu na zona de Montalegre a 3ª prova do Campeonato Nacional de Parapente 2011.

Esta prova teve a particularidade de ser a 1ª prova onde, depois dos acidentes havidos no campeonato do Mundo em Piedrahita, que culminaram com a morte de 2 parapentistas, não foi possível utilizar as ditas asas de competição sem homologação.

Verificou-se então que esta 3ª manga do campeonato foi muito mais competitiva e equilibrada.

 

O Ludens Clube de Machico esteve presente nesta prova com os atletas Susana Nóbrega e Renato Nóbrega, onde estiveram presentes cerca de 71 atletas.

No 1º dia de prova, foi definida uma manga na descolagem Norte da Serra do Larouco, com um percurso de 36 km, entre Baltar e Montalegre. Os atletas do Ludens conseguiram cumprir cerca de 50% do percurso.

O 2º dia de prova foi feito na descolagem de Chaves (a 40 km de Montalegre), descolagem com características diminutas que não permitem que um piloto descole no melhor ciclo, mas sim quando a organização assim o permite.   Neste 1º dia, os dois atletas do Ludens, como outros 45, tiveram muita dificuldade em ganhar altitude para conseguir cumprir o percurso estabelecido, com meta em Izeda (prova com mais de 65 km), acabando por aterrar na vale de Chaves sem conseguir cumprir o percurso.

O 3º dia de prova foi caracterizado pela instabilidade, onde apesar de ter sido preparada uma manga e inclusive ter havido o “Start”, a manga acabou por não ter sido válida.

No 4º dia de prova,  toda a frota deslocou-se para a descolagem de Chaves, onde apesar do longo período de espera, o vento esteve sempre de lado e com alguma intensidade, não permitindo uma saída em segurança, tendo a manga sido cancelada.

No 5º dia de prova, também na descolagem de Chaves, a equipa do Ludens decidiu alterar a sua táctica na abordagem a esta difícil descolagem. Ambos os atletas descolaram cedo, a cerca de 40 minutos da largada, onde tinham que ter a capacidade de se manter no ar esse tempo até à largada. O atleta do Ludens, Renato Nóbrega à saída teve o azar de danificar o acelerador, não sendo possível utilizá-lo no decorrer da prova. Ambos os atletas conseguiram subir bem ao tecto do dia na zona (cerca de 1300m). Dado a partida, Susana optou por se deslocar para o vale de Chaves para tentar subir mais alto, verificando-se esta opção, uma opção sem sucesso acabando por aterrar. Renato Nóbrega optou por iniciar a prova de imediato e no sentido de Valpaços. No caminho, conseguiu subir até aos 2100m, prosseguindo juntamente com  a actual campeã nacional (Silvia Ventura). Depois de Valpaços e sem acelerador, as correntes descendentes foram difíceis de ultrapassar, tendo Renato ultrapassado o Rio Tua relativamente baixo. No entanto, conseguiu ainda manter-se e subir um pouco e ainda fazer um pouco mais do trajecto. A última linha seguida manifestou-se errada e sempre a descer, tendo aterrado entre Mirandela e a aldeia de Romeu, ficando a cerca de 13 km da meta.

O campeonato tem a sua última prova entre 12 e 15 de Agosto, na Aldeia de Linhares de Beira.

Fotos 1º dia: ()

Fotos 2º dia: ()

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin