GOUVEIA 4º E NÓBREGA 1º NO DUATLO DE RIO MAIOR

577651 579247838767230 709044855 nOs triatletas Ricardo Gouveia e Carlos Nóbrega (Ludens Clube de Machico/Ourinvest Grupo Talento Gótico) participaram neste domingo no Duatlo de Rio Maior, prova organizada pela Federação de Triatlo de Portugal e pontuável para o Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo.
 
Ricardo Gouveia, depois das prestações no Jamor, Lezírias e Amora, era um dos principais candidatos à luta pelos lugares cimeiros. Sabendo das capacidades deste atleta no segmento de ciclismo, os adversários directos modificaram a táctica adoptada nas últimas provas e impuseram um ritmo muito forte na corrida inicial, de modo a tentar descolar Ricardo no primeiro segmento e forçá-lo a maior desgaste para chegar à frente da prova durante o segmento de ciclismo. Foi isso mesmo que veio a acontecer, com um grupo de 6 atletas a entrar na primeira transição com cerca de 20 segundos de vantagem sobre Ricardo Gouveia, que liderava o grupo perseguidor. Rapidamente o atleta do Ludens passou ao ataque anulando a desvantagem e chegando ao grupo da liderança. O ritmo imposto foi deixando pelo caminho alguns dos elementos, ficando na frente da prova apenas um quarteto formado por Gouveia, Vasco Pessoa, o brasileiro Bruno Matheus e Ricardo Calado, todos do Águias de Alpiarça. Perante o trabalho de equipa dos três adversários, o madeirense não conseguiu sair da teia montada pela equipa de Alpiarça, chegando o quarteto junto à 2ª transição. Vasco Pessoa saíu para a corrida final com um ritmo forte, seguindo por Gouveia, Ricardo Calado e Bruno Matheus. Na fase final da prova, Ricardo Gouveia viria a ceder fruto do desgaste acumulado, sendo 4º classificado da geral absoluta e 3º entre os atletas nacionais.
 
Carlos Nóbrega viria a rubricar uma excelente prova, vencendo o escalão Vet.1 e realizando um óptimo 11º da geral absoluta. Depois duma primeira corrida controlada (14º tempo da geral), Nóbrega integrou no ciclismo um grupo bastante extenso, que perdia tempo para os quatro da frente, fruto da falta de entendimento e colaboração dos muitos atletas que o compunham. Apesar de ter entrado mal colocado na 2ª transição, Nóbrega viria a rubricar um último segmento de excelente nível (6º parcial mais rápido da prova), conseguindo alcançar a vitória no seu escalão mesmo sobre a meta, ao bater Luís Almeida do Garmin Clube Olímpico de Oeiras por apenas 2 segundos.
 
Nota de realce também para a participação nesta prova de Marília Aveiro, ex-atleta do Ludens, agora a representar o Garmin Olímpico de Oeiras. Marília viria a ser a vencedora do escalão sub-23 e 14ª da geral absoluta feminina, sendo a 3ª atleta da equipa do Garmin que se classificou na 2ª posição colectiva entre os femininos.
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin